Relatório de Análise do Progresso de Indicadores de Três Lagoas está sendo finalizado


Relatório indica avanços e retrocessos nos indicadores de Três Lagoas

Ver a Cidade Três Lagoas

29/11/2018

Ao longo do segundo semestre de 2018, a diretoria da Ver a Cidade, liderada por sua presidente, Edima Aranha e pela coordenadora do Grupo Estratégico de Monitoramento, Mara Cristina Viana Belchior, apoiadas pelo consultor José Leandro Resende Fernandes, realizaram etapa de coleta de dados para compor os indicadores de progresso da cidade.

 

Os dados vão ajudar a compor o RAPI (Relatório de Análise do Progresso de Indicadores), um conjunto de 132 indicadores base, divididos em 30 temas e 69 subtemas que buscam avaliar o desempenho técnico da cidade em 3 grandes grupos: Sustentabilidade Ambiental e Mudança Climática, Sustentabilidade Urbana e Sustentabilidade Fiscal e Governabilidade.

 

Os indicadores fazem parte de uma metodologia criada pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), dentro do Programa de Cidades Emergente e Sustentáveis. O objetivo do Programa, presente em 77 cidades da América Latina e Caribe, é apoiar cidades médias emergentes na identificação de problemas críticos da sustentabilidade urbana e oferecer soluções orientadas aos desafios, com foco na promoção da melhoria de vida dessas cidades. Em 2015, a cidade de Três Lagoas (MS) também foi beneficiada e contou com o apoio do Instituto Votorantim, do BNDES, da Fibria e do Instituto Arapyaú.

 

No Brasil, a Rede Ver a Cidade coleta e compara os mesmos indicadores em 6 cidades: Vitória, Goiânia, Palmas, Florianópolis, João Pessoa e Três Lagoas. Com a nova coleta de dados, será a primeira vez que Três Lagoas poderá avaliar se a cidade evoluiu ou não em relação aos indicadores.

 

Segundo a presidente da Ver a Cidade Três Lagoas, Edima Aranha, “pelos dados que já coletamos, já temos alguma ideia da evolução dos resultados, mas tudo será apresentado apenas no início de 2019. O que podemos adiantar é que há avanços em alguns resultados e retrocesso em outros”.

 

A coleta de dados está sendo realizada junto aos órgãos competentes da cidade. Em alguns casos, a diretoria da Ver a Cidade teve que ir a campo para checar algumas informações, especialmente no que diz respeito à Sustentabilidade Urbana.

 

Após a coleta dos dados, a próxima fase será de análise, sistematização e recomendações sobre os indicadores dos 3 grandes grupos analisados. Este trabalho de sistematização será coordenado pela Profa. Patrícia Milani/UFMS, que é a Coordenador do Grupo Estratégico de Inteligência da Ver a Cidade Três Lagoas.

 

A previsão é que os dados sejam apresentados publicamente no primeiro trimestre de 2019, em reuniões abertas. O objetivo do levantamento e publicização dos dados é auxiliar governo e sociedade a estabelecerem e seguirem prioridades claras e mensuráveis para o desenvolvimento sustentável de Três Lagoas e contribuir com as políticas públicas urbanas, a partir de uma visão técnica, objetiva e metodologicamente sustentável.

Para saber mais sobre os indicadores e saber como foi o desempenho de Três Lagoas em 2016, visite www.veracidadetreslagoas.com.br.


Veja também:

Comente esta notícia

Parceiro:

Apoio financeiro:

Agente executor: